Colômbia desarticula plano das Farc em Bogotá

Bogotá - As autoridades colombianas desarticularam nesta quarta-feira um plano que guerrilheiros das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc) pretendiam lançar nesta quinta-feira e detiveram cinco supostos rebeldes, incluindo um importante líder rebelde, disse o ministro da Defesa colombiano, Juan Manuel Santos.

EFE |

"Cinco rebeldes das Farc foram capturados, (entre eles) membros da (facção) 'Teófilo Forero'", disse Santos.

Na operação, as autoridades apreenderam os explosivos que seriam usados para atacar "um batalhão de Saúde Militar e a sede da 'RCN Televisión'", acrescentou o titular de Defesa.

Segundo um comunicado da Polícia Nacional, os rebeldes aparentemente também pretendiam atacar "pelo menos duas personalidades da vida nacional".

Santos afirmou que entre os detidos está "Javier Calderón", que tem a mesma categoria entre as fileiras rebeldes das Farc de "Rodrigo Granda", conhecido como o "chanceler" dessa organização.

No comunicado, a Polícia colombiana disse ainda que carros-bomba estavam carregados com 85 quilos de um explosivo de alto poder destruição.

A Polícia informou que esses carros-bomba seriam utilizados para "perpetrar atentados simultâneos" em Bogotá.

A operação "segue em andamento", disse o ministro da Defesa colombiano, ao insistir em que os atentados seriam cometidos amanhã, feriado na Colômbia pela realização da Batalha de Boyacá, com a qual se selou a independência nacional, em 1819.

Santos fez a revelação durante uma entrevista coletiva ao lado do ministro da Defesa da França, Hervé Morin, de visita a Bogotá.

Leia mais sobre: Farc

    Leia tudo sobre: farc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG