Colômbia defende OEA como organismo de integração regional

Costa do Sauípe (Bahia), 17 dez (EFE).- O vice-presidente da Colômbia, Francisco Santos, defendeu hoje na Cúpula da América Latina e do Caribe a Organização dos Estados Americanos (OEA) como um autêntico mecanismo de integração no continente.

EFE |

"A integração significa avaliar o feito, organizações como a OEA nos permitiram abrir um espaço de diálogo em momentos difíceis, sempre aberto a encontrar consensos na luta contra a delinqüência organizada, por exemplo", assegurou Santos em discurso.

Santos colocou a posição colombiana em meio a críticas que a OEA recebeu por parte de Governos como os de Cuba, Venezuela e, especialmente da Bolívia, que defendeu a criação de um novo organismo de integração regional, que excluiria os Estados Unidos.

O vice-presidente fez uma chamada também ao diálogo com o novo Governo dos EUA, que Barack Obama liderará a partir de 20 de janeiro.

"Devemos aproveitar esse novo momento, de uma nova Administração nos EUA com uma pessoa de ascendência africana (...) para consolidar uma América onde a diferença pode ser ignorada através do diálogo", assinalou.

Em matéria de integração, Santos lamentou que, perante tantas cúpulas, sempre aconteçam muitas reuniões e "as decisões acabem ficando apenas em decisões", e não passem aos atos. EFE wgm/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG