Colômbia confirma que encerrou negociações de acordo militar com os EUA

Bogotá, 14 ago (EFE).- O Ministério das Relações Exteriores colombiano informou que as negociações do Acordo em Matéria de Cooperação e Assistência Técnica em Defesa e Segurança com os Estados Unidos, que permite o uso de bases militares da Colômbia por tropas americanas, chegaram ao fim hoje.

EFE |

"Dito acordo reafirma o compromisso das partes na luta contra o narcotráfico e o terrorismo", diz um breve comunicado oficial divulgado na noite desta sexta-feira.

O texto acordado, acrescenta a nota, "passa agora à revisão técnica pelas instâncias governamentais de cada país para sua posterior assinatura".

O uso das bases militares colombianas por parte dos EUA levou a uma deterioração das relações diplomáticas da Colômbia com Venezuela e Equador.

Segundo o presidente venezuelano, Hugo Chávez, esse acordo poderia trazer "ventos de guerra" para a América do Sul.

Na quarta-feira passada, uma comissão colombiana viajou para Washington para definir os pontos desse acordo.

A comissão era integrada por membros dos ministérios colombianos de Interior e Justiça, Relações Exteriores e Defesa da Colômbia.

O convênio permitirá que militares americanos usem até sete bases colombianas para operações conjuntas de luta contra o tráfico de drogas as quais eram realizadas anteriormente na base equatoriana de Manta, cuja concessão não foi renovada pelo Governo do presidente do Equador, Rafael Correa. EFE rrm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG