Colômbia confirma dois novos casos de gripe H1N1

BOGOTÁ (Reuters) - A Colômbia informou no domingo dois novos casos da gripe H1N1 em seu território, elevando para três o número de pacientes atingidos pela epidemia, que já causou a morte de 53 pessoas, a maioria no México e nos Estados Unidos, e que já foi detectada em 30 países. O ministro de Proteção Social, Diego Palacio, informou que até o momento há 189 casos suspeitos, enquanto que já se descartou o contágio em 321 pacientes.

Reuters |

"Confirmamos mais dois casos de pessoas com o vírus na Colômbia", disse o ministro a jornalistas.

"São pacientes de fora de Bogotá. Tivemos a confirmação de que um dos pacientes esteve na Flórida com alguns sintomas", disse o ministro.

Palacio afirmou que os dois pacientes não foram hospitalizados e estão isolados em suas casas.

O primeiro caso que ocorreu na Colômbia, há uma semana, era de um empresário que havia voltado recentemente do México.

A Colômbia foi o primeiro país da América do Sul a confirmar a presença da gripe H1N1 em seu território e adotou várias medidas destinadas a deter a expansão do vírus.

Entre outras medidas, o governo reduziu a zero as tarifas para importar máscaras, medicamentos e equipamentos médicos destinados a combater a expansão do surto da gripe.

(Reportagem de Luis Jaime Acosta)

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG