Colômbia captura 11 membros da frente 40 das Farc

A Polícia Judicial da Colômbia (Dijin) capturou 11 membros da frente 40, o setor mais beligerante da guerrilha das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), no sul do país, informou nesta segunda-feira um comunicado oficial.

EFE |

Dois dos capturados, José Alfredo García Gutiérrez e Héctor Hernán Sánchez Gómez, sobrinho do líder conhecido como "Romaña", eram comandantes da frente 40 das Farc, segundo a Polícia.

Unidades da área de investigação contra terrorismo da Dijin se deslocaram até os municípios de La Uribe e La Julia, ambos no departamento de Meta, no sul do país, onde identificaram 11 integrantes das Farc, após oito meses de investigação criminal e de inteligência.

Os detidos são acusados pela Procuradoria de terem cometido crimes com fins terroristas e de rebelião e, segundo o comunicado, eram os encarregados pelo apoio logístico e financeiro da frente 40 e estavam comandados por José Buitrago Ruíz, conhecido como "Rafael".

Além disso, segundo testemunhas, os 11 membros das Farc participaram de ataques terroristas, como o do dia 4 de agosto de 1998, ao município de La Uribe, e o do dia 10 de julho de 1999, nos municípios de Puerto Lleras e Puerto Rico, onde sequestraram 29 policiais.

Também são acusados de perpetrarem, em 2006, no município de La Julia, o atentado terrorista que matou 15 militares.

Leia mais sobre: Farc

    Leia tudo sobre: colômbiaexércitofarc

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG