Colômbia apreende armas das Farc compradas pela Venezuela supostamente na Suécia

A Colômbia apreendeu das Farc armas antitanques compradas pela Venezuela de um país europeu, informou nesta segunda-feira o vice-presidente colombiano Francisco Santos depois que o presidente Alvaro Uribe denunciou que os guerrilheiros compraram lança-foguetes também no exterior.

AFP |

"Em várias operações nas quais recuperamos arsenais das Farc encontramos munições potentes, equipamentos potentes, entre outros, armas antitanque, que um país europeu vendeu à Venezuela e que apareceram nas mãos das Farc", declarou o vice, sem mencionar qual seria a nação europeia em questão.

No domingo Uribe denunciou que os guerrilheiros esquerdistas compraram lança-foguetes no exterior e que seu governo apresentou queixa através dos canais diplomáticos dos respectivos países, sem mencionar quais.

Na semana passada, em Londres, a revista especializada em defesa Jane's revelou que o exército colombiano aprendeu um número indeterminado de lança-foguetes antitanques em acampamentos das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), que podem ter sido vendidas originalmente por um fabricante sueco ao Exército de Venezuela.

Segundo a Jane's, seriam artefatos modelo AT4, fabricado pela companhia sueca Saab Bofors Dynamics.

Nesse contexto, a Suécia pediu a Caracas explicações sobre a apreensão junto à guerrilha colombiana de armas vendidas à Venezuela, informou um conselheiro do governo sueco.

axm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG