Colômbia ampliará sua presença militar na fronteira com o Equador

BOGOTÁ - Cerca de 27 mil militares colombianos serão deslocados à fronteira com o Equador dentro de um plano do Governo da Colômbia de ampliação da presença miliar na região imítrofe, informou o ministro da Defesa, Juan Manuel Santos.

EFE |

Santos confirmou o número de soldados colombianos em uma área de 640 quilômetros de fronteira com o Equador. Também serão enviadas  26 embarcações leves de combate, nove médias e ainda será enviado um avião-tanque. "São 27.000 homens, sete elementos de combate fluvial e um avião-tanque nos próximos dias para custodiar o rio San Miguel. A Colômbia faz esforços para que esta fronteira seja cada vez mais segura", disse Santos.

O ministro da Defesa acrescentou que é fundamental restabelecer as relações com o Equador para que os comandantes militares dos dois países possam ter "uma comunicação fluente, qualquer tipo de comunicação se transforma em uma ferramenta essencial na luta contra a delinqüência".

Santos visitou o povoado fronteiriço de San Miguel (Sul), no departamento de Putumayo, para constatar as condições de segurança da região em companhia da embaixadora da Colômbia nos EUA, Carolina Barco, além de dois membros da cúpula militar colombiana.

    Leia tudo sobre: clômbiacolombiacolômbia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG