Colômbia ainda é a maior produtora mundial de cocaína, diz ONU

Viena, 24 jun (EFE).- A Colômbia é o país que mais possui cultivos de coca e é a maior produtora mundial de cocaína, embora tenha havido diminuição em ambos os aspectos no ano passado em relação a 2007, segundo um relatório apresentado hoje pela ONU.

EFE |

Segundo o Relatório Mundial sobre Drogas 2009 do Escritório das Nações Unidas para a Droga e o Crime (UNODC, em inglês), "a Colômbia ainda é o maior país em cultivo de coca, com 81 mil hectares, seguido de Peru (56.100 hectares) e Bolívia (30.500 hectares)".

A quantidade de terra dedicada a este tipo de plantação caiu 18% na Colômbia em 2008, aproximadamente o mesmo nível registrado dois anos antes, enquanto a produção potencial de cocaína no país caiu 28%, até 430 toneladas.

O relatório também destaca que as autoridades colombianas intensificaram o trabalho de erradicação manual da coca nos departamentos (estados) de Putumayo e Antioquia, na região central do país, removendo praticamente 50 mil hectares de plantações.

No entanto, o documento adverte que houve um aumento significativo dos cultivos de coca em algumas regiões colombianas, principalmente nas próximas ao Oceano Pacífico.

Os esforços do Governo colombiano para erradicar a planta também compreenderam a fumigação de mais de 133 mil hectares de cultivo em 14 departamentos do país.

O relatório também aponta que o preço da folha e da pasta de coca, ambas comercializadas em pesos colombianos, se manteve bastante estável.

A cocaína para entrega por atacado, por sua vez, costuma ser vendida em dólares, e seu preço nas cidades colombianas subiu 7% e, 2008, até os US$ 2.348 por quilo.

Entretanto, o preço em pesos colombianos quase não variou devido à estabilidade da moeda. EFE rs/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG