(Atualiza com informação oficial sobre uma morte) Nova York, 8 ago (EFE).- Uma pessoa morreu depois que um pequeno avião regional e um helicóptero turístico bateram em pleno voo e caíram sobre o rio Hudson, em Nova York, confirmou hoje a Polícia local.

As autoridades isolaram a área, na altura da rua 14, e equipes de resgate e mergulhadores estão rastreando na água, mas ainda não há certeza do número de pessoas que estavam nos dois aparelhos.

O corpo de uma pessoa foi encontrado na água sem vida e foi retirado pelas equipes de resgate, confirmaram o Departamento de Guarda Costeira e a Polícia à imprensa local.

De acordo com a rede de televisão "NY1", outras sete pessoas foram resgatadas e estão sendo atendidas por equipes médicas.

O porta-voz do Departamento de Polícia de Nova York, Paul Browne, disse à imprensa que o acidente aconteceu por volta de 12h (13h de Brasília), e que ainda não se sabe quantas pessoas estavam nos aparelhos, mas acredita-se que o helicóptero transportava cinco pessoas, além do piloto.

"Vi um helicóptero fazendo giros muito estranhos e depois caiu na água. Praticamente, não se ouviu nenhum barulho diferente. Foi tudo muito rápido", disse uma testemunha à imprensa.

Outra testemunha disse que viu "o helicóptero caindo na água", mas achou que era um efeito ótico. "Depois, mudei de ângulo e me dei conta de que estava certo", acrescentou.

Segundo a Administração Federal de Aviação, o avião decolou do aeroporto próximo de Teterboro, no estado de Nova Jersey, e o helicóptero pertencia à companhia Liberty Harbor Sightseeing Tours, que oferece voos turísticos sobre a zona sul de Manhattan.

O rio Hudson foi o cenário de um pouso de emergência, em janeiro, de um avião da US Airways, incidente que, teve final feliz, já que os 155 passageiros conseguiram se salvar. EFE mgl/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.