Colisão de trens na Bélgica deixa pelo menos dez mortos

Dois trens de passageiros bateram de frente nesta segunda-feira durante o horário de rush da manhã em Halle, a sudoeste da capital da Bélgica, Bruxelas. A colisão deixou pelo menos dez mortos, mas há relatos de que o total de vítimas pode ser ainda maior.

BBC Brasil |

Funcionários da Companhia Feroviária Nacional da Bélgica chegaram a dizer à emissora de rádio VRT que 25 pessoas morreram no choque entre os dois trens. Mas o prefeito de Halle, Dirk Pieters, afirmou que foram 20 os mortos.

Já o governador da província, Lodewijk De Witte, confirmou apenas dez mortes na colisão.

Os trens se chocaram por volta das 8h30 no horário local (5h30 em Brasília), e a imprensa belga diz que a neve pode ter sido um dos fatores que provocaram o acidente.

Os serviços ferroviários na região, inclusive a linha de alta velocidade entre Paris e Bruxelas, foram suspensos.

De acordo com testemunhas, os passageiros foram jogados de um lado para outro dentro do trem quando a colisão ocorreu. Equipes de médicos foram acionadas para socorrer feridos no local e outras vítimas foram levadas para hospitais da região.

Investigação
Equipes de emergência dizem que a colisão causou grandes danos nas linhas de transmissão de energia elétrica da estação de Buizingen, onde ocorreu a tragédia.

A operadora dos trilhos, a Infrabel, disse que foi aberta uma investigação para apurar as causas da colisão. Segundo a empresa, um dos trens seguia de Leuven para Braine-le-Comte - e o outro, de Quievrain para Liege.

Em 2001, oito pessoas morreram e 12 ficaram feridas quando dois trens bateram de frente no subúrbio de Bruxelas. Na ocasião, diferenças no idioma - francês e flamengo - entre os dois funcionários responsáveis pela sinalização teriam contribuído para o acidente.

Em 2008, mais de 40 pessoas ficaram feridas quando um trem de passageiros que viajava na direção errada chocou-se com um trem de carga na região central da Bélgica.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG