Cólera causou 62,909 mil contágios e 3,229 mil mortes no Zimbábue

Genebra, 2 fev (EFE).- O número de mortos por causa da epidemia de cólera no Zimbábue subiu para 3,229 mil após o falecimento de 53 pessoas nas últimas 24 horas, segundo o Escritório para a Coordenação de Assuntos Humanitários (Ocha) da ONU.

EFE |

Neste mesmo prazo, foram registrados mais 1,672 mil contágios, o que aumenta para 62,909 mil o número de casos desta doença, cuja taxa média de mortalidade no país africano está em 5,1%.

Depois de na sexta-feira passada se superar o número de 60 mil infectados, o diretor-geral adjunto da Organização Mundial de Saúde (OMS) para emergências sanitárias, Eric Laroche, disse que "o número de casos é alto demais e a epidemia, infelizmente, está longe de ser controlada".

Existe o temor de que a epidemia se propague mais rapidamente e que se estenda aos países vizinhos, por isso Laroche pediu "esforços extraordinários para uma situação extraordinária".

O especialista da OMS lembrou que o Zimbábue está em meio ao caos, com um Governo em transição, o país em quebra, e um sistema de saúde inexistente. EFE mrm/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG