Colégios eleitorais são fechados nas eleições legislativas da Nova Zelândia

Sydney (Austrália) 8 nov (EFE).- Os colégios eleitorais na Nova Zelândia fecharam hoje suas portas ao término da jornada de votação para o novo Parlamento, informou a Comissão Eleitoral.

EFE |

Segundo as autoridades, foi registrado um alto índice de participação entre os cerca de 2,9 milhões de neozelandeses convocados para decidir se reelegem a atual primeira-ministra, a trabalhista Helen Clark, há nove anos no poder, ou se colocam eu seu lugar o conservador John Key.

Clark, que tenta seu quarto mandato, viu sua imagem prejudicada nos últimos meses pela recessão econômica, e as pesquisas indicam Key como favorito.

Durante a campanha, os dois candidatos descartaram qualquer tipo de aliança para governar em coalizão, e centraram suas mensagens em economia, saúde, educação, meio ambiente e segurança.

O partido que obtiver 61 das 120 cadeiras do próximo Parlamento unicameral terá direito a formar o Governo, mas nenhuma legenda conquistou a maioria absoluta nos últimos 12 anos.

A economia da Nova Zelândia, uma nação de 4,3 milhões de habitantes que depende da produção agrícola e da criação de gado destinada à exportação, entrou oficialmente em recessão este ano pela primeira vez em uma década. EFE mg/mh

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG