(atualiza com fechamento das urnas) Londres, 1 mai (EFE).- Os colégios eleitorais da Inglaterra e do País de Gales, onde hoje votaram milhões de pessoas em eleições municipais, inclusive para a Prefeitura de Londres, fecharam suas portas às 18h (Brasília).

Cerca de 20 milhões de pessoas estavam aptas a votar nesta quinta-feira, com 5,5 milhões delas circunscritas em urnas na capital britânica. No total, estão em jogo 4.102 cargos de vereador e 159 de prefeito, na Inglaterra e em Gales.

O vencedor da corrida à Prefeitura de Londres, o troféu mais cobiçado do pleito desta quinta, não será anunciado até cerca de 19h30 (16h30 de Brasília) de amanhã, segundo a Comissão Eleitoral.

Os resultados das eleições para algumas Prefeituras da Inglaterra e todas as de Gales, darão uma idéia sobre o estado da política britânica, e sobretudo do partido no poder.

Dois candidatos de peso disputam a Prefeitura de Londres, o trabalhista Ken Livingstone e o conservador Boris Johnson, um ex-jornalista com pouca experiência política que cativou a classe média.

Pela primeira vez desde 2000, quando Livingstone ganhou a Prefeitura como candidato independente, os pleitos municipais na capital britânica estão verdadeiramente imprevisíveis, com a maioria das pesquisas apontando para um empate entre o trabalhista e o "tory".

As eleições tanto em Londres como no resto do território britânico são o primeiro teste eleitoral enfrentado pelo primeiro-ministro, Gordon Brown, que foi designado líder do Partido Trabalhista em junho último sem que fosse submetido a um pleito, em substituição a Tony Blair.

Desgastado por críticas a sua gestão referentes à quebra do banco Northern Rock e ao fim dos benefícios fiscais para pessoas com menos renda, é possível que esse pleito seja também sua primeira derrota nas urnas. EFE jm/fr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.