Colégios eleitorais do Reino Unido são abertos para início de votações

45 milhões de britânicos foram convocados para a jornada de votação que deve seguir até as 22h no Reino Unido

EFE |

Os 50 mil colégios eleitorais aos quais os 45 milhões de britânicos convocados a votar comparecerão nesta quinta-feira abriram suas portas às 7h locais (3h em Brasília), em uma jornada de votação que seguirá até 22h (18h pelo horário de Brasília).

Os três candidatos a primeiro-ministro, o trabalhista e atual chefe do Governo, Gordon Brown, o conservador David Cameron e o liberal-democrata Nick Clegg, votarão em seus respectivos distritos antes de se reunirem com colegas de chapa para esperar a apuração das urnas.

Espera-se uma participação em torno de 55%, embora a percentagem possa ser maior devido ao grande interesse suscitado por estas eleições pela incerteza do resultado e pelo destaque que ganharam os três debates televisados.

As pesquisas mais recentes sobre intenções de voto preveem que os "tories" obterão 35% dos votos, os trabalhistas entre 29 e 30% e os liberal-democratas entre 24 e 26%. O Reino Unido tem um sistema majoritário simples, em um só turno.

Se for confirmada a tendência das pesquisas, a Câmara dos Comuns não terá uma maioria absoluta, algo que não ocorre desde o ano de 1974. Três redes de televisão divulgarão pesquisas de boca de urna quando fecharem os colégios eleitorais, mas a apuração será lenta, e não haverá certeza sobre um vencedor até a madrugada da sexta-feira.

A Câmara dos Comuns britânica (câmara baixa do Parlamento) é formada por 650 deputados (533 ingleses, 59 escoceses, 40 galeses e 18 norte-irlandeses), mas em uma das circunscrições - Thirsk and Malton (no norte da Inglaterra) - não haverá eleição até o dia 27 de maio, por conta da morte de um dos candidatos.

A intenção do Governo é que, durante a madrugada, sejam conhecidos os ganhadores em 96,5% das circunscriçõe. A apuração contará com o trabalho de 50 mil funcionários dos Governos locais.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG