Colégio de N.York onde surgiu foco de gripe suína nos EUA retoma aulas

Nova York, 4 mai (EFE).- O colégio onde foram registrados os primeiros casos de gripe suína em Nova York retomou hoje as aulas após uma semana de inatividade, no momento em que já chega a 73 o número de casos confirmados da doença na cidade.

EFE |

O prefeito de Nova York, Michael Bloomberg, e o diretor do Departamento de Saúde nova-iorquino, Thomas Frieden, foram ao colégio católico St. Francis para dar as boas-vindas aos estudantes e pedir novamente calma à população.

Bloomberg disse que não se pode garantir que novos casos não vão surgir no colégio, mas considerou isso "bastante improvável".

"O importante é que todos os nova-iorquinos continuem tranquilos e confiantes", afirmou o prefeito em entrevista coletiva.

As autoridades de saúde contabilizaram mais de mil casos com sintomas de gripe entre estudantes, docentes e familiares de pessoas relacionadas ao colégio.

Por sua vez, Thomas Frieden reiterou que este tipo de gripe se propaga como outros vírus e afirmou ser muito provável que mais casos sejam detectados em grupos diferentes da população.

As autoridades americanas calculam em 226 o número de casos de pessoas afetadas pelo vírus da gripe suína nos Estados Unidos, onde houve por enquanto apenas uma morte, a de um bebê de 23 meses no estado do Texas.

Até agora, Nova York é o estado que registrou mais casos, seguido de Texas (41), Califórnia (30) e Delaware (20).EFE vm/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG