Colecionador leiloa selos raros para beneficiar pobres africanos

NOVA YORK (AP) - Um bilionário irá vender sua coleção de selos escandinavos raros para beneficiar um programa de auxílio aos pobres na África. Os selos devem ser vendidos a pelo menos US$ 1.5 milhões.

AP |

A galeria Spink Shreves irá leiloar os selos escandinavos da extensiva coleção de Bill Gross no dia 16 de maio. Ela contêm 110 selos raros e um exemplar único, todos datam do final do século 19 ou início do século 20, da Dinamarca, Islândia, Noruega e Suécia.

Os rendimentos serão doados ao Millennium Villages Project no Instituto Earth Institute da Universidade de Columbia, que fornece sementes, fertilizantes e redes para combater a malária.

A responsável pela galeria Spink Shreves, Tracy Shreve, disse que o valo pode atingir US$ 1.5 milhões pois os rendimentos "serão doados para uma causa nobre".

No ano passado, Gross, negociador financeiro de Wall Street, leiloou sua coleção de selos britânicos conseguindo US$9.1 milhões, que doou à instituição Médicos Sem Fronteiras.

A coleção escandinava inclui um bloco de quatro selos raros finlandeses de 1856, que deve ser vendido por algo entre US$100.000 e US$150.000.

A venda inclui um exemplar único islandês emitido em 1987. Seu valor inicial varia entre US$20.000 e US$30.000.

    Leia tudo sobre: leilão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG