Coleção de arte de Saint Laurent será leiloada

Paris, 26 set (EFE).- O empresário cultural Pierre Bergé, companheiro do costureiro Yves Saint Laurent (1936-2008), anunciou hoje que leiloará a coleção de arte que reuniram juntos ao longo de mais de 50 anos.

EFE |

A venda do que já foi chamada de a "Coleção do Século" durará três dias, de 23 a 25 de fevereiro, e acontecerá no Grand Palais.

As 700 peças que a compõem, obras-primas da arte moderna e contemporâneo, de Art Déco, mobília e objetos de arte europeus, antiguidades, quadros, desenhos antigos e do século XIX, vão a leilão com a estimativa razoável de entre 200 e 300 milhões de euros (entre US$ 292 e US$ 438 milhões).

Porém, especialistas acreditam que pode se obter muito mais por elas.

A coleção, "modelo francês de qualidade e de bom gosto", segundo os curadores, que provém da casa de leilão Christie's e Pierre Bergé & Associés, era, segundo Saint Laurent, fruto de suas "paixões": "Quisemos, Pierre Bergé e eu, que nossa paixão fosse reflexo de nossas flechadas e que nossa coleção evolua com elas, a qualidade é o único critério que nos guiou", comentou uma vez o artista, que morreu em 1º de junho aos 71 anos.

A extraordinária coleção de obras, que inclui trabalhos de artistas modernos como Picasso, Matisse, Cézanne, Léger e Mondrian; antigos como Ingres, Géricault, Gainsborough e Franz Hals, de objetos do Renascimento, desenhos, peças de ourivesaria, de arqueologia e de arte asiática, para Bergé "não significa mais grande coisa", depois que seu companheiro morreu. EFE lg/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG