COI terá reunião sobre possível impacto da enchente na Olimpíada do Rio

O Comitê Olímpico Internacional afirmou nesta quarta-feira que conversará com o Comitê Organizador das Olimpíadas de 2016 e com o Comitê Olímpico do Brasil (COB) sobre o possível impacto das enchentes no Rio nos preparativos para os Jogos.

BBC Brasil |


Arte iG

"Nossos pensamentos estão com as pessoas do Rio, especialmente com aquelas que perderam integrantes de suas famílias devido às enchentes excepcionais que atingiram o Estado", afirma nota divulgada por e-mail pela assessoria do COI nesta quarta.

"Nós estamos em contato com o comitê organizador do Rio 2016 e com o comitê olímpico nacional brasileiro [COB] e vamos conversar com eles quando a situação tiver se normalizado sobre qualquer impacto que este evento possa ter nas suas operações."

O COI conclui a nota afirmando que "continua confiante que o Rio sediará Jogos de alta qualidade em 2016".

AE
Fusca totalmente destruído no deslizamento que ocorreu no Morro do Estado

Fusca totalmente destruído no deslizamento que ocorreu no Morro do Estado



COB e Lula

Fortes chuvas esta semana provocaram inundações e deslizamentos no Rio de Janeiro, com mais de 100 mortes.

Na terça-feira, a assessorial de imprensa do COB havia divulgado uma nota assinada pelo seu presidente, Carlos Arthur Nuzman, na qual ele dizia ter recebido "absoluto apoio" do COI na organização dos Jogos.

"O Comitê Olímpico Internacional reiterou o seu absoluto apoio ao Rio de Janeiro, entendendo que se trata de um fato meteorológico de natureza extraordinária, que pode acontecer em qualquer cidade do mundo. E demonstrou ainda total satisfação com a rápida mobilização das autoridades públicas da cidade e do Estado", afirmava a íntegra da nota divulgada pelo COB na terça.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse que o Brasil está preparado para sediar a Copa do Mundo em 2014 e as Olimpíadas de 2016 "com muita tranquilidade".

"Não chove todo dia nem toda hora. Nem todo dia tem terremoto no Chile, no Haiti. Quando acontece uma desgraça, acontece", disse Lula. Ele ainda acrescentou que os meses de junho e julho - quando são realizados eventos como Copa e Olimpíadas - são "meses mais tranquilos".


Leia também:

    Leia tudo sobre: chuva

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG