COI comemora decisão da Geórgia de permanecer em Pequim

Pequim, 10 ago (EFE).- O Comitê Olímpico Internacional (COI) comemorou hoje a decisão do Comitê Olímpico Nacional da Geórgia de permanecer em Pequim, competindo até o final dos Jogos Olímpicos, apesar do conflito com a Rússia.

EFE |

"O COI entende que é a decisão mais acertada, sobretudo para os atletas", disse em entrevista coletiva a porta-voz do principal órgão do esporte olímpico, Giselle Davies.

Segundo Davies, após conhecer que alguns integrantes da equipe olímpica tinham decidido abandonar Pequim para retornar para casa e combater contra o Exército russo, o COI se absteve de intervir e se limitou a esperar a decisão definitiva do Comitê Olímpico Nacional da Geórgia.

O COI recebeu garantias, tanto do comitê georgiano como do russo, de que os desportistas estão em Pequim exclusivamente para competir e que em nenhum caso criarão problemas quando se enfrentarem entre si.

"Estão aqui para ficar e competir. Entendemos suas emoções, mas esta é a grande oportunidade para alguns atletas que treinaram muito duramente todos estes anos", disse Davies.

Foi o presidente da Geórgia, Mikhail Saakashvili, que anunciou ontem que vários integrantes da equipe olímpica georgiana abandonariam Pequim para combater nas fileiras do Exército após mobilizar 100.000 reservistas de entre 24 e 45 anos, o que incluía vários desportistas que estão na capital chinesa.

A delegação georgiana em Pequim conta com um total de 35 desportistas. EFE rm/ma

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG