pára-quedas dourado - Mundo - iG" /

Código de gestão da empresa inclui limitações ao pára-quedas dourado

Paris, 7 out (EFE).- O Governo francês publicou hoje um código de gestão da empresa sobre as condições da concessão de remunerações para os diretores, que estabelece, em particular, limitações para os pára-quedas dourados, alvo de uma polêmica agravada com a crise financeira.

EFE |

O código, apresentado no final do Conselho de Ministros, limita a dois anos de salário o montante do "pára-quedas dourado", uma indenização que alguns diretores recebem caso sejam demitidos.

Além disso, não será possível abonar essa indenização caso o diretor deixe voluntariamente o cargo, ou "em caso de fracasso".

De acordo com as disposições, os diretores não poderão ter simultaneamente um mandato social e um contrato de trabalho com a empresa e o montante dos direitos adquiridos a cada ano, como previdência complementar, será limitado.

Também serão condicionados os planos de distribuição de opções sobre ações a que existam dispositivos para associar os empregados com os resultados de suas companhias.

Como regra geral, considera-se uma maior transparência nas políticas de remuneração dos diretores, com uma apresentação pública padronizada. EFE ac/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG