Codelco retoma operações em mina de cobre El Teniente

SANTIAGO (Reuters) - A chilena Codelco, maior mineradora de cobre do mundo, vai retomar operações no complexo de El Teniente às 16h (horário de Brasília), disse neste domingo à Reuters o diretor da mina, acrescentando que as estradas que levam aos portos estão em boas condições apesar do forte terremoto que atingiu o país no sábado. A Codelco suspendeu a produção do complexo assim como na mina de Andina no sábado após o terremoto de magnitude 8,8 que matou cerca de 300 pessoas e abalou a infraestrutura do Chile.

Reuters |

Interrupções na oferta pelo Chile, que produz um terço do cobre do mundo, poderia elevar os preços do metal na Ásia e na Europa.

"Nós vamos provavelmente retomar todas as operações na mudança de turno à tarde", disse o diretor Ricardo Alvarez, responsável por El Teniente. "Nós vamos retomar operações em todas as áreas. Obviamente isto será gradual; primeiro a mina, depois a fábrica e depois a fundição."

Ele não informou quanto tempo levaria para a mina retomar seu nível de produção normal, mas afirmou que o depósito não sofreu danos maiores.

Ele acrescentou que os problemas com fornecimento de energia estão sendo resolvidos.

A mina de El Teniente produz 400 mil toneladas de cobre por ano e é a segunda maior do mundo.

Um porta-voz da Codelco informou que as operações na mina de Andina poderiam ser retomadas neste domingo.

"Esperamos que estas operações voltem à normalidade até o fim do dia", disse ele.

Juntas, as minas de El Teniente e de Andina produzem mais de 600 mil toneladas de cobre por ano.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG