Cobra roubada é achada por engolir marsupial com rastreador eletrônico

Uma cobra píton de dois metros de comprimento que havia sido roubada no início da semana do Departamento de Conservação do Meio Ambiente (DEC, na sigla em inglês) do Estado da Austrália Ocidental foi encontrada por ter engolido um woylie - animal nativo em risco de extinção também conhecido como canguru-rato - que usava um colar rastreador eletrônico. A píton tinha sido levada ao DEC justamente por ter engolido o animal, que fazia parte de um grupo de woylies que estava sendo monitorado por especialistas do centro.

BBC Brasil |

Mas, de acordo com Emma de Burgh, responsável pelas Relações Públicas do DEC, ladrões invadiram o local com a intenção de roubar objetos valiosos e, "quando viram a cobra de dois metros devem ter se interessado em levá-la". Segundo o DEC, funcionários do centro encontraram a cobra após captar o sinal do aparelho a cerca de dois quilômetros de distância do local do roubo.

Os bandidos não sabiam que o réptil tinha engolido um animal rastreado eletronicamente pelo departamento. O woylie é um marsupial de pequeno porte, hábitos noturnos e em perigo de extinção desde que sua população declinou 90% em 2001. O animal engolido fazia parte do projeto do DEC que investiga a causa da súbita diminuição na população de woyliesA cobra foi encontrada dentro de um pequeno aquário na lavanderia da casa de um homem de 30 anos suspeito de comprar produtos roubados. O acusado está sendo investigado pela polícia local.

A cobra será solta no habitat natural depois que digerir o marsupial e os técnicos resgatarem o aparelho.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG