Coalizão sob comando dos EUA mata 42 insurgentes no Afeganistão

Quarenta e dois insurgentes morreram nesta quarta-feira em operações das forças afegãs e americanas no sul do Afeganistão, informou a coalizão sob comando dos Estados Unidos em um comunicado.

AFP |

Os confrontos ocorreram nas províncias de Helmand, Oruzgan e Logar, redutos dos talibãs no sul do país.

A violência dos rebeldes afegãos, entre eles os talibãs expulsos do poder no fim de 2001, se intensificou nos últimos anos apesar da presença de 70.000 soldados estrangeiros, aos quais se somarão 21.000 militares americanos nos próximos meses.

Nesta quarta, os rebeldes talibãs ameaçaram lançar em breve uma resposta em massa em todo o Afeganistão depois do anúncio feito por Washington do envio de reforços a este país.

"Como a América do Norte e a Otan querem enviar mais soldados ao Afeganistão, os afegãos sentem a necessidade de uma operação maciça que os defenda e defensa a liberdade de seu país", afirmarma os talibãs em uma mensagem de áudio lida por um de seus porta-vozes.

"A partir de 30 de abril lançaremos a Operação Nasrat (vitória), composta por emboscadas, ataques e atentados", acrescentou.

"Tomaremos como alvo as forças armadas invasoras, as embaixadas, os dirigentes do governo fantoche, os deputados, os funcionários dos ministérios da Defesa, do Interior e os serviços de inteligência", afirmam os talibãs.

A mensagem é assinada pelo mulá Boradar, que se apresenta como adjunto do chefe espiritual dos talibãs, o mulá Omar.

thm/cn

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG