Coalizão libertou mais de 10 mil presos no Iraque desde o início do ano

Bagdá, 2 ago (EFE).- As tropas da coalizão multinacional libertaram das prisões que administra no Iraque a mais de 10.

EFE |

000 presos desde começos deste ano, informou hoje um comunicado militar americano.

"Mais de 10 mil prisioneiros foram libertados das prisões dependentes das forças da aliança internacional desde o começo do ano de 2008", afirma a nota.

Nesse sentido, o comunicado destaca que o número de libertados supera o do ano passado, quando foram postos em liberdade um total de 8.900 reclusos.

Além disso, o comunicado indica que, em meados do ano passado, o número de prisioneiros chegou a um máximo de 26 mil, como resultado das várias capturas de rebeldes dentro do plano de segurança para Bagdá, que entrou em vigor em fevereiro de 2007.

A nota indica também que ainda permanecem detidos cerca de 300 menores de idade, doze mulheres, 200 presos de diferentes nacionalidades estrangeiras, além de 200 idosos.

Acrescenta que, depois destas libertações maciças, o número de presos diminuiu para menos de 21 mil, a maioria deles reclusos nos presídios de Buka, no sul do país, e de Cropper, nas proximidades do aeroporto de Bagdá.

Por último, o comunicado lembra que as tropas da coalizão multinacional estão autorizadas a deter qualquer um que represente um perigo para a segurança no Iraque. EFE am/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG