Coalizão dos EUA mata 12 rebeldes no Afeganistão

Cabul, 29 ago (EFE).- Pelo menos 12 supostos talibãs e dois seguranças morreram hoje em um ataque dos insurgentes contra uma base da coalizão dos Estados Unidos no sul do Afeganistão, segundo um comunicado divulgado pelo comando americano.

EFE |

A base, situada no distrito de Shaheed Hasas, na província de Uruzgan, foi atacada pelos insurgentes com lança-granadas e tiros de metralhadoras.

Dois guardas de segurança morreram no ataque e, em seguida, as forças afegãs e da coalizão dos EUA abriram fogo contra os insurgentes, com a Força Aérea americana lançando um bombardeio que matou 12 supostos talibãs.

Segundo outro comunicado do comando militar dos EUA, divulgado horas antes, outros 12 talibãs morreram ontem e dois foram detidos em uma operação das tropas da coalizão na província de Paktika, no leste do país.

A violência também afetou hoje a população civil no leste do Afeganistão.

Três afegãos morreram por disparos de soldados alemães da Organização do Tratado do Atlântico Norte (Otan) e das forças afegãs na província oriental de Kunar.

O incidente aconteceu durante uma blitz das forças de segurança, segundo um comunicado da Força Internacional de Assistência à Segurança (Isaf), sob comando da Otan.

Também em Kunar, no distrito de Pech, um civil foi morto por insurgentes em um ataque a um posto militar da Isaf. EFE nh/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG