Santiago de Compostela (Espanha), 11 ago (EFE) - Restos de uma cloaca romana do século III em bom estado e uma calçada, com os canais laterais e ligados a ela, foram descobertos no subsolo de um imóvel da cidade de Lugo (noroeste da Galícia), informou hoje o Governo regional.

O Executivo da Galícia é o proprietário da parcela na qual foram encontrados os restos romanos, pertencentes a um sistema de canalização de águas durante a época do Baixo Império, nos séculos III-V.

O relatório arqueológico detalha que a cloaca foi reutilizada como rede de saneamento do imóvel nos séculos XVIII e XIX, algo muito comum em Lugo, como se viu em outras intervenções na cidade.

Os vestígios foram encontrados entre 50 e 80 centímetros de profundidade.

Em decorrência da descoberta, a autoridade regional da Galícia resolveu modificar o projeto previsto para a reabilitação do prédio e renunciou a uma parte da área. EFE jl/db

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.