Clinton deixa hospital após procedimento cardíaco

O ex-presidente americano Bill Clinton, de 63 anos, deixou nesta sexta-feira um hospital em Nova York no qual foi submetido a um procedimento cardíaco após ser internado na véspera com dores no peito. Clinton sorriu e acenou para as câmeras ao deixar o Hospital Presbiteriano da Universidade de Columbia e entrar no carro que o aguardava para levá-lo para casa.

BBC Brasil |

O cardiologista Allan Schwartz havia afirmado antes que o ex-presidente estava "de bom humor" após a colocação de dois stents, pequenos tubos que mantêm as artérias do coração abertas.

Segundo o cardiologista, Clinton não sofreu um ataque cardíaco e poderá voltar ao trabalho já na segunda-feira.

Há mais de cinco anos, o ex-presidente havia sido submetido a uma operação para a implantação de quatro pontes de safena no mesmo hospital de Nova York.

Hillary
Segundo uma fonte do Departamento de Estado, a secretária de Estado americana, Hillary Clinton, mulher de Bill Clinton, saiu de um encontro com o presidente Barack Obama no Salão Oval da Casa Branca e foi para Nova York para ficar ao lado do marido.

A secretária adiou para sábado uma viagem de três dias ao Catar e à Arábia Saudita, que estava inicialmente agendada para esta sexta-feira.

Um comunicado oficial distribuído por um conselheiro do ex-presidente após sua internação dizia que "Clinton está bem e vai continuar com o foco em seu trabalho na Fundação Clinton e nos esforços de reconstrução do Haiti".

O ex-presidente americano é enviado especial da ONU ao Haiti, onde esteve recentemente para ajudar nos trabalhos humanitários após o terremoto do dia 12 de janeiro.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG