MÉXICO - O ex-governante americano Bill Clinton disse nesta quinta-feira na capital mexicana que o presidente eleito de seu país, Barack Obama, tem a oportunidade de promover a reforma migratória que foi relegada por congressistas republicanos.

"Espero que Obama veja nesta crise financeira uma oportunidade para se unir com os vizinhos do sul em um plano de recuperação coordenada, com o objetivo promover a reforma migratória para encaminhar a legalização dos imigrantes ilegais mexicanos nos Estados Unidos", afirmou.

Durante uma conferência com um grupo de empresários do turismo no México, Clinton afirmou que os Estados Unidos não poderão se recuperar sem uma estratégia de cooperação com a Europa que lhes permita superar a atual crise financeira, para ajudar a evitar seu impacto nos países da Ásia, África e América Latina.

Acrescentou que o presidente eleito compartilha as preocupações em matéria de imigração de sua esposa, a senadora Hillary Clinton, rival de Obama nas primárias democratas.

Iniciativa congelada

Em 2007, o Congresso americano congelou uma iniciativa para regularizar a situação de cerca de 10 milhões de imigrantes ilegais.

Clinton insistiu em que se deve resolver o tema migratório com o México para que os dois países possam se apoiar mutuamente e trabalhar por um destino comum.

Leia também:

Leia mais sobre reforma migratória

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.