Clinton abre caminho para Hillary assumir Departamento de Estado

Washington, 19 nov (EFE).- O ex-presidente dos Estados Unidos Bill Clinton está disposto a fazer uma série de concessões sobre sua fundação para viabilizar que sua esposa, Hillary, seja nomeada secretária de Estado.

EFE |

Bill Clinton (1993-2001) faria estritas revisões éticas de futuras atividades empresariais e benéficas de sua fundação se sua mulher fosse designada ao posto de responsável da política externa americana, revelaram hoje fontes democratas.

A equipe de transição do presidente eleito, Barack Obama, está fazendo um exaustivo processo de investigação sobre Hillary e seu marido para descartar possíveis conflitos de interesses entre o cargo que a senadora poderia exercer e as atividades da Fundação Bill Clinton.

Entre as concessões que o ex-presidente estaria disposto a fazer figura, além disso, a publicação dos nomes de vários importantes doadores, de acordo com as fontes.

Bill Clinton, inclusive, aceitaria renunciar a suas responsabilidades diárias na fundação e passar a informar o Departamento de Estado dos discursos dados durante o mandato de sua esposa, e prestaria contas por qualquer nova renda, segundo a rede de TV "CNN".

O ex-presidente americano já havia dito anteriormente que faria todo o possível para cooperar no processo de investigação.

Uma fonte democrata próxima às conversas afirmou que Bill Clinton "está ajudando definitivamente" e que não permite que nada seja um obstáculo no processo de investigação e seleção.

Desde que o nome de Hillary Clinton começou a ganhar força como possível futura secretária de Estado, os negócios internacionais de seu marido e suas atividades de arrecadação de fundos para sua fundação e sua biblioteca presidencial foram objeto de investigações da equipe de transição.

No ano passado, a fundação arrecadou US$ 81 milhões em contribuições, algumas das quais procederam de Governos e cidadãos estrangeiros, informou a "CNN". EFE cai/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG