Clérigo xiita culpa Governo do Iraque por mortes em atentados

Bagdá, 26 jan (EFE).- O clérigo xiita Moqtada al-Sadr responsabilizou o Governo do Iraque pelos atentados que hoje e na segunda-feira mataram dezenas de pessoas em Bagdá.

EFE |

Segundo um comunicado do escritório do clérigo iraquiano, Sadr fez também uma chamada ao Parlamento iraquiano para que tome medidas contra o Governo pela negligência em assumir responsabilidades.

O clérigo ainda acusou o Governo de ser um "Gabinete que obedece à ocupação" e que foge das responsabilidades.

"O povo não vota a favor de um Governo negligente em protegê-lo e que não tenta servi-lo. Sua única preocupação é manter seu partido e seus assentos", disse Sadr.

Com essas declarações, Sadr reagia ao atentado de hoje em Bagdá, que deixou pelo menos 18 mortos e 80 feridos, e à série de ataques de ontem contra vários hotéis na capital, que matou 36.

Sadr liderou uma milícia armada responsável por duas ofensivas contra as tropas americanas, em 2004 e 2008. Há cerca de dois anos anunciou a desmobilização da maioria dos combatentes, mas explicou que deixaria um pequeno núcleo armado ativo.

As declarações de Sadr vêm à tona semanas antes das eleições parlamentares de 7 de março, das quais surgirá a próxima coalizão de Governo do Iraque. EFE ah/rr

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG