despotismo - Mundo - iG" /

Clérigo opositor acusa regime iraniano de ter caído no despotismo

Teerã, 16 mar (EFE).- O clérigo e líder opositor iraniano Mehdi Karroubi acusou hoje o regime iraniano de despotismo apenas 48 horas após sua residência em Teerã ter sido atacada por uma centena de simpatizantes do Governo.

EFE |

"Infelizmente nossa República foi dominada pelo despotismo. As eleições perderam o sentido, se transformaram em uma mera palavra", afirmou o ex-presidente do Parlamento iraniano, citado pelo site "Samannews".

O clérigo voltou a atacar com dureza o presidente do país, Mahmoud Ahmadinejad, acusado pela oposição de ter manipulado os resultados das polêmicas eleições presidenciais de 12 de junho do ano passado, nas quais foi reeleito.

Logo após a divulgação dos resultados das eleições, os líderes opositores denunciaram fraudes no pleito e centenas de milhares de pessoas saíram às ruas do país aos gritos de "onde está meu voto?".

Desde então, os protestos não cessaram, apesar da violenta repressão policial e da perseguição dos membros da oposição. Muitos opositores hoje estão presos e mais de uma centena foram condenados a diversas penas sob a acusação de conspirar contra o regime.

"Como se pode crer que um presidente que, apesar de inúmeras críticas que recebe por questões como a inflação e o desemprego, consiga mais votos que nas primeiras eleições?", questionava-se hoje Karroubi.

O clérigo, que foi um dos candidatos derrotados nas eleições de junho, se transformou desde então no maior crítico do Governo e, inclusive, do sistema, ao qual acusa de legitimar a fraude.

Nos últimos meses, Karroubi sofreu três ataques de seguidores do Governo. O mais grave deles foi em 11 de fevereiro passado, durante os atos de comemoração do 31º aniversário do triunfo da Revolução Islâmica.

No incidente, um grupo de pessoas, entre eles alguns aparentemente membros da milícia islâmica Basij, jogaram pedras e gases contra o veículo do clérigo, ferindo um de seus guarda-costas.

EFE jm/sa

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG