Civis morrem em atentado suicida contra ministro afegão

(Acrescenta que se trata de ataque suicida) Cabul, 27 set (EFE).- Pelo menos quatro civis morreram hoje e 17 ficaram feridos em um atentado suicida durante a passagem do comboio no qual viajava o ministro de Energia afegão, Ismail Khan, que saiu ileso do ataque, cometido na cidade de Herat.

EFE |

O porta-voz da Polícia afegã para a Região Oriental, Rauf Ahmadi, explicou à Agência Efe que o atentado aconteceu quando o comboio de Khan, ex-comandante mujahedin, ia para o aeroporto de Herat.

Em comunicado, o Palácio Presidencial condenou o atentado e detalhou que um suicida que dirigia um triciclo motorizado foi o encarregado de cometê-lo.

A insurgência talibã reivindicou o ataque através de seu site e confirmou que era dirigido contra o ministro, mas disse desconhecer se ele morreu.

Khan, ex-governador de Herat, é um antigo comandante tadjique que lutou contra as tropas soviéticas no anos 80 e contra os talibãs na década posterior.

O conhecido ex-mujahedin, considerado o senhor da guerra pelos grupos de direitos humanos, apoiou a candidatura de Hamid Karzai à Presidência no pleito de agosto, o que foi criticado por seus rivais políticos.

Segundo um relatório recente da ONU, 1.500 civis morreram por causa da violência nos primeiros oito meses de 2009 no Afeganistão, 68% deles em ações atribuídas à insurgência, como ataques com bomba ou atentados suicidas. EFE lo-amp/ma-an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG