Tamanho do texto

Jerusalém, 23 out (EFE).- Um civil israelense de 60 anos morreu hoje após ser apunhalado por um árabe no assentamento judaico de Gilo, no sudoeste de Jerusalém, segundo a Polícia de Israel.

O incidente ocorreu esta manhã quando "um terrorista árabe foi detido por uma patrulha da Polícia em Gilo e cravou um punhal em um dos agentes", disse à Agência Efe Miki Rosenfeld, porta-voz da Polícia israelense.

Segundo Rosenfeld, "um dos agentes atirou no terrorista", mas este conseguiu escapar e "apunhalou um homem civil de 60 anos".

O civil morreu horas depois, enquanto o árabe foi detido e permanece sob custódia policial, além de receber tratamento médico.

O agente apunhalado tem ferimentos leves e também está recebendo atendimento médico.

Por enquanto, não se sabe a identidade do atacante, seu lugar de residência e os motivos do incidente, disse Rosenfeld. EFE aca/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.