Citigroup vai devolver US$ 20 bilhões ao governo dos EUA

O Citigroup anunciou nesta segunda-feira que vai devolver US$ 20 bilhões do dinheiro que recebeu do governo americano como parte do pacote de ajuda aos bancos durante a crise econômica mundial. A instituição financeira é a última entre os grandes bancos dos Estados Unidos a sair do Programa de Alívio para Ativos Problemáticos (Tarp, na sigla em inglês).

BBC Brasil |

A instituição vai emitir US$ 17 bilhões em novas ações para ajudar a financiar a medida.

O Citigroup informou que tem uma "dívida de gratidão" com os contribuintes americanos.

A instituição recebeu US$ 45 bilhões do governo, mas precisa pagar apenas US$ 20 bilhões porque o restante da dívida foi convertido em ações da instituição. Com isso, o governo dos Estados Unidos é dono de 34% do banco.

O governo, por sua vez, afirma que quer vender as ações no ano que vem. O Tesouro americano espera conseguir um lucro de entre US$ 13 bilhões e US$ 14 bilhões com a venda.

Pagamento
Quase 700 bancos foram beneficiados pelo Tarp, e a maioria deles devolveu o dinheiro rapidamente ao governo porque o empréstimo estabelecia várias restrições - incluindo a limitação de pagamentos a executivos dos bancos.

Na semana passada, o Bank of America já tinha devolvido US$ 45 bilhões ao governo americano.

Nesta segunda-feira, o Tesouro americano aprovou a devolução do dinheiro por parte do Citigroup.

"Ainda há muito trabalho pela frente para melhorar o crédito e a criação de empregos, mas o anúncio de hoje do Citigroup é mais um passo na direção certa", declarou o Tesouro.

Analistas afirmam que, como outros bancos que devolveram o dinheiro do pacote do governo, o Citigroup ainda está sujeito à pressão e regulamentação do governo.

"Eles ainda estão nos braços do governo. A única diferença é que não é mais um abraço de urso agora", afirmou Anton Schutz, presidente da consultoria Mendon Capital Advisors.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG