Citigroup decide vender US$ 400 bilhões em ativos

O grupo financeiro americano Citigroup, o maior dos Estados Unidos, informou nesta sexta-feira que pretende vender US$ 400 bilhões de ativos nos próximos três anos como parte de um plano para voltar a dar lucro. O grupo tem US$ 500 bilhões em ativos históricos e pretende reduzir esse montante para US$ 100 bilhões.

BBC Brasil |

Os "ativos históricos" são aqueles mantidos pelo banco há muito tempo, incluindo negócios que foram acumulados pelo grupo, mas que atualmente não são considerados centrais para o Citigroup.

Desde o final de 2007, o Citigroup já conseguiu levantar mais de US$ 36 bilhões para cobrir suas com empréstimos do tipo subprime e outras dívidas.

Na semana passada, o grupo anunciou planos para vender US$ 3 bilhões em novas ações com o objetivo de melhorar sua situação financeira.

Como parte do novo plano, o Citigroup também espera alcançar um crescimento de 10% em sua receita líquida com operações centrais, incluindo operações com cartões de crédito, operações bancárias de consumidores e gerenciamento de riqueza.

Em uma tentativa de reduzir custos, o grupo também anunciou o corte de 13,2 mil empregos desde o início da atual crise nos mercados internacionais.

O Citigroup também anunciou nesta sexta-feira que espera para os próximos dois anos um crescimento de 9% em sua receita, o que fez com que as ações do grupo subissem em 1% em Nova York.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG