Cirurgiões operam pacientes no escuro durante blackout na Indonésia

JACARTA, Indonésia - Médicos locais foram obrigados a operar três pacientes sem energia elétrica durante um blackout num hospital sem gerador de emergência, afirmaram os parentes dos pacientes nesta quinta-feira.

AP |

As cirurgias abdominal, ortopédica e otorrinolaringológica foram conduzidas na quarta-feira durante uma hora sem aparelhos ou luz, afirmaram parentes dos pacientes horrorizados com a situação.

O gerador do hospital Labuang Baji em Makassar, uma grande cidade da ilha de Sulawesi, está quebrado há mais de um ano e seu substituto ainda não chegou, afirmou sua porta-voz Sri Fausyia.

Os familiares temiam o pior durante o blacktout, mas todos os pacientes sobreviveram.

Sahara Daeng Sunggu, 45, passava por uma cirurgia reconstrutiva abdominal quando a eletricidade foi cortada, a família entrou em pânico, disse Ismi, parente da mulher.

"Estávamos muito preocupados, ficamos sem energia por mais de uma hora e não sabíamos como ela estava", ele disse.

A companhia estatal PLN disse que o hospital é culpado por não ter um gerador de emergência, afirmou sua porta-voz Yamin Loleh.

A Indonésia é a maior economia do sudeste asiático com mais de 235 milhões de pessoas e luta para suprir a crescente necessidade de energia e eventuais blackouts se tornaram rotina em algumas áreas.

O carvão doméstico é geralmente exportado para a Índia e China por causa do lucro, causando falta do produto no país. Apesar da Indonésia fazer parte da Opep, Organização de Países Exportadores de Petróleo, se tornou grande importadora do produto.

Leia mais sobre Indonésia

    Leia tudo sobre: indonésia

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG