Roma, 10 fev (EFE).- A família da italiana Eluana Englaro decidiu que suas cinzas serão enterrados junto aos de seu avô na cidade italiana de Paluzza, sem funeral religioso e somente com uma bênção.

A advogada França Alessio, tutora legal de Eluana, explicou hoje à imprensa italiana que será uma cerimônia "simples" e da qual participarão apenas os parentes e amigos mais próximos.

Alessio acrescentou que a vontade da família é incinerar a filha, de 38 anos, e enterrar suas cinzas no cemitério de Paluzza.

Depois de passar 17 anos em estado vegetativo, após um acidente de carro, Eluana morreu ontem após ser retirada sua alimentação artificial, com permissão da Justiça italiana.

Giuseppe Englaro, pai de Eluana, sempre expressou seu desejo de que sua filha descansasse junto ao avô dela no cemitério de Paluzza, pequena cidade na província de Udine, no nordeste da Itália, de onde a família é originária. EFE ccg/jp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.