Cingapura liberta 3 três terroristas reabilitados

Kuala Lumpur, 16 set (EFE).- Cingapura libertou três terroristas, dois deles da organização Jemaah Islamiya, considerada pelos analistas o braço regional da Al Qaeda, que estavam detidos sem julgamento entre sete e quatro anos, anunciou hoje o Ministério do Interior cingapuriano.

EFE |

O ministério indicou, através de um comunicado, que os três, de nacionalidade cingapuriana, não representavam mais uma ameaça, tinham colaborado com as autoridades e estiveram em um processo de reabilitação.

Trata-se dos terroristas Mohammad Sharif Rahmat, de 35 anos, e Simon Sabtu, de 38, da Jemaah Islamiya, e de Husin Abdul Aziz, de 52 anos, militante da filipina Frente Moro de Libertação Islâmica (FMLI).

O primeiro foi libertado em 5 de agosto e os outros dois na terça-feira.

A Malásia também deixou em liberdade ontem cinco terroristas da Jemaah Islamiya que estavam detidos sem julgamento entre 7,5 e 2,5 anos. EFE nav/an

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG