Cinegrafista é assassinado na RDC

Kinshasa, 6 abr (EFE).- O cinegrafista congolês Patient Chebaya Bankome foi morto a tiros na província de Kivu Norte, a mais violenta da República Democrática do Congo (RDC) nos últimos anos, informou hoje a organização Journaliste en Danger (JED) em comunicado.

EFE |

Segundo a nota da JED, Bankome foi morto por três homens vestidos com uniforme militar perto de sua residência, na cidade de Beni, por volta das 22h30 locais, quando voltava do trabalho. Os assassinos o esperavam na porta de sua casa e lhe deram seis tiros, além de roubar seus objetos pessoais.

Segundo a JED, dois suspeitos foram detidos duas horas depois do crime.

Bankome é o sexto profissional de comunicação morto de forma violenta no leste do Congo desde 2005. As outras cinco mortes não foram esclarecidas.

A JED elogiou o profissionalismo de Bankome, que cobriu todos os conflitos armados ocorridos nos últimos anos no leste da RDC. EFE py/bba

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG