Cineastas consagrados, grandes atores e novos talentos competirão em Cannes

María Luisa Gaspar Paris, 23 abr (EFE).- O Festival de Cannes dedicará sua 61ª edição a figuras internacionais da sétima arte, como Woody Allen, Clint Eastwood, Steven Soderbergh e o diretor brasileiro Walter Salles, além de novos talentos entre os quais se nota uma grande presença latino-americana, segundo anunciou nesta quarta-feira a organização do evento.

EFE |

A partir do próximo 14 de maio, estrelas como Harrison Ford, Javier Bardem, Penélope Cruz, Scarlett Johansson, Angelina Jolie, além de celebridades como o jogador de futebol argentino Diego Maradona, estarão presentes no Palácio dos Festivais.

O filme "Linha de Passe", de Walter Salles Jr. e Daniela Thomas será o representante brasileiro na mostra competitiva que valerá a Palma de Ouro. Entre os outros filmes incluídos na competição estão: "La Mujer sin Cabeza", de Lucrecia Martel, "Che", de Steven Soderbergh, "Changeling", de Clint Eastwood, "The Palermo Shooting", de Wim Wenders, "Le Silence de Lorna", de Jean-Pierre e Luc Dardenne, "Adoration", de Aton Egoyan e "Um conte de Noël", de Arnaud Desplechin.

Ainda não foi definido o terceiro filme francês que participará da mostra, o que elevará para 20 o número de produções na luta pela Palma de Ouro.

O ator e diretor brasileiro Matheus Nachtergaele participa da mostra paralela "Um Certo Olhar" com o filme "A Festa da Menina Morta".

Outra produção brasileira será o curta "O Som e o Resto", de André Lavaquial, que participará da mostra Cinefondation.

O documentário "Maradona", sobre a vida do ex-jogador argentino, é dirigido pelo sérvio Emir Kusturica e estreará em uma das três "Sessões de meia-noite" do festival.

Entre as estréias mais esperadas estão "Indiana Jones e o Reino da Caveira de Cristal", de Steven Spielberg, e "Vicky Cristina Barcelona", de Woody Allen. Os dois filmes não participam da mostra competitiva.

Outra estréia será a do desenho "Kung Fu Panda", uma produção da Dreamworks que conta com as vozes de Dustin Hoffman, Jackie Chan, Lucy Liu, Angelina Jolie e Seth Rogen.

O filme "Che", de Steven Soderbergh, estrelado por Benicio Del Toro, fala da vida do guerrilheiro argentino Ernesto Che Guevara. Em 2004, o filme "Diários de Motocicleta", de Walter Salles, que concorreu em Cannes, tinha o mesmo tema.

O ator americano Sean Penn será o presidente do júri, que terá a presença de nomes como a atriz Natalie Portman, o diretor mexicano Alfonso Cuarón, o italiano Sergio Castellitto e o francês Rachid Bouchareb.

A mostra paralela chamada "Um certo olhar", cujo júri será presidido pelo diretor alemão Fatih Akin, contará com várias produções latino-americanas, incluindo "A festa da Menina Morta", de Matheus Nachtergaele" e "Afterschool" de Antonio Campos, um americano de origem brasileira.

Entre os outros 19 filmes da mostra estão produções de Raymond Depardon, Kiyoshi Kurosawa, Pierre Schoeller e Andreas Dresen.

O mexicano Amat Escalante, que se destacou há três anos com seu primeiro longa-metragem "Sangue", concorrerá com "Os Bastardos".

O presidente do festival, Gilles Jacob, afirmou que quis evitar o gigantismo do evento e tentou tornar mais ágil o conteúdo das mostras, apesar do considerável aumento de filmes inscritos. Em 2008, foram 1.792 produções de 96 países, contra as 1.615 do ano passado.

No total, o festival vai exibir 54 longas-metragens, dos quais 53 serão estréias mundiais.

Entre os curtas, serão 26 produções de 18 países. EFE lg/plc

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG