Londres, 31 jan (EFE).- O cineasta e diretor de teatro britânico Michael Lindsay-Hogg quer fazer um teste de DNA para esclarecer de vez se é ou não filho de Orson Welles, como noticia hoje o dominical The Observer.

Lindsay-Hogg, de 59 anos, já tinha negado várias vezes até agora os persistentes rumores de que seu pai era o grande cineasta americano.

Os rumores, baseados na semelhança entre Lindsay-Hogg e o diretor de "Cidadão Kane" (1941), voltaram a surgir com a publicação da autobiografia de Chris Welles Feder, filha de Orson Welles.

Amiga de infância de Lindsay-Hogg, a escritora acredita que Lindsay-Hogg, conhecido sobretudo por seus filmes sobre os Beatles, pode ser seu meio-irmão.

Na autobiografia, intitulada "In My Father's Shadow" ("À sombra do meu pai", na tradução livre), Chris lembra que costumava brincar com Lindsay-Hogg, seu melhor amigo na infância, nas praias de Santa Mônica (Califórnia).

Lindsay-Hogg é filho da atriz irlandesa Geraldine Fitzgerald, uma estrela de Hollywood que atuou junto ao britânico Laurence Olivier no filme "O Morro dos Ventos Uivantes" (1939) e que morreu em 2005.

Casada com o aristocrata britânico Edward Lindsay-Hogg, ela teve um affaire com Orson Welles quando ele ainda era casado com a atriz Virginia Nicholson, mãe de Chris Welles Feder. EFE jr/rr

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.