Cineasta britânico que desejava entrevistar membros do Taleban desaparece no Paquistão

LONDRES ¿ Um documentarista britânico que desejava entrevistar dirigentes do Taleban no Paquistão desapareceu em uma zona tribal do país, próxima à fronteira com o Afeganistão.

EFE |

Dois antigos membros dos serviços de inteligência que lhe acompanhavam terisam sido sequestrados, segundo informa o diário britânico "The Guardian".

O documentalista Assad Qureshi, cidadão britânico de origem paquistanesa, estava visitando no norte do Waziristão, parte mais perigosa do cinto tribal da fronteira com o Afeganistão.

Um dos dois ex-agentes do serviço de inteligência paquistanês (ISI) também desaparecidos é o brigadeiro Sultão Amir Tarar, mais conhecido como o coronel Imame, que, acredita-se, teve papel muito importante na "criação" do Taleban, nos anos 90.

O norte do Waziristão continua sendo um reduto forte dos militantes talebans e é motivo de preocupação para os governos ocidentais.

O documentarista desaparecido é um experiente cineasta que trabalha em regime de "free lance" desde foi viver no Paquistão, há cinco anos.

Leia mais sobre Paquistão

    Leia tudo sobre: paquistão

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG