Cinco vítimas de ataque no Suriname retornam ao Brasil em avião da FAB

BRASÍLIA - Cinco brasileiros vítimas do ataque no Suriname voltarão ainda neste domingo ao Brasil. Segundo o Ministério das Relações Exteriores, eles retornarão no avião da Força Aérea Brasileira (FAB) que levou dois diplomatas para acompanhar a situação em Paramaribo, capital do Suriname.

iG São Paulo |

Na véspera do Natal, um grupo de brasileiros foi atacado por surinameses em Albina, no norte do país, em represália à morte de um morador local. O suspeito do assassinato é um brasileiro.

O Itamaraty não soube informar o estado de saúde dos passageiros que voltarão ao Brasil. O avião deve pousar às 21h no aeroporto de Belém (PA) sem os diplomatas, que permanecerão no Suriname para fazer o levantamento das vítimas.

O embaixador brasileiro no Suriname, José Luiz Machado e Costa, ainda está em Albina para verificar a intensidade do ataque a brasileiros, que ocorreu na noite do dia 24. A expectativa é que ele retorne a Paramaribo ainda neste domingo.

Segundo o Ministério das Relações Exteriores, ainda não foi confirmado se a mulher grávida localizada na Guiana Francesa com um corte na mão é a mesma pessoa a que se referiu o padre José Vergílio. Segundo o missionário, uma mulher grávida teve a barriga cortada pelos atacantes e morreu no sábado.

O missionário afirmou ainda que sete brasileiros morreram no confronto. O Itamaraty, no entanto, não confirma a informação do religioso, nem o total de vítimas.


Ver  Albina - Suriname em um mapa maior


Com Agência Brasil

Leia mais sobre brasileiros atacados no Suriname

    Leia tudo sobre: suriname

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG