Cinco rebeldes curdos, incluindo duas mulheres, morreram em um confronto com a Guarda Revolucionária, o exército ideológico do regime iraniano, na província de Kermanshah (oeste), informou a agência de notícias Fars.

Cinco rebeldes curdos, incluindo duas mulheres, morreram em um confronto com a Guarda Revolucionária, o exército ideológico do regime iraniano, na província de Kermanshah (oeste), informou a agência de notícias Fars.

O choque aconteceu depois que membros da Guarda armaram uma emboscada contra um grupo de militantes do rebelde PJAK (Partido por uma Vida Livre do Curdistão), informou o comandante da força de elite, Ali Akbar Nouri, à agência Fars.

hif-jds/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.