Cinco policiais iraquianos morrem em explosão de bomba

BAGDÁ (Reuters) - Cinco policiais morreram e um ficou ferido neste domingo com a explosão de uma bomba na beira de uma estrada em uma região instável no nordeste do Iraque. O atentado foi reivindicado por arábes e curdos, segundo a polícia. A bomba tinha como alvo uma ronda policial que estava protegendo instalações de energia próximo a Khanaqin, 140 quilômetros a nordeste de Bagdá, na ainda violenta província de Diyala, afirmou a polícia.

Reuters |

A guerra sectária que se iniciou em 2003 com a invasão dos EUA, recuou no Iraque nos últimos dois anos, mas ataques por supostos insurgentes sunitas continuam.

Autoridades iraquianas e norte-americanas esperam que os atentados aumentem no período antes das eleições no dia 7 de março, um momento crítico para o país que começa a se sustentar sozinho antes da retirada dos EUA no final de 2011, ao mesmo tempo em que assina acordos com empresas de energia, o que poderia colocá-lo entre os grandes grupos produtores de petróleo.

Khanaqin, próximo à fronteira iraniana, é uma das muitas áreas onde os curdos e o governo árabe em Bagdá disputam o poder.

Soldados iraquianos e combatentes curdos peshmerga estiveram próximos de enfrentamento em 2008. Autoridades norte-americanas temem que se não forem resolvidas, as tensões entre curdos e árabes poderiam gerar o próximo grande conflito no Iraque.

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG