BOGOTÁ - Cinco membros de uma mesma família morreram e outros dois ficaram feridos em uma emboscada contra o veículo no qual viajavam no departamento colombiano de Arauca, no leste do país, em uma ação atribuída hoje pela Polícia a guerrilheiros do Exército de Libertação Nacional (ELN).

O coronel Luis Antonio Ortiz, comandante da Polícia desse departamento, afirmou que o massacre foi registrado na estrada entre a cidade de Arauca (capital) e Arauquita, cerca de 725 quilômetros ao leste de Bogotá.

As vítimas, entre elas um ex-guerrilheiro do ELN, foram atacadas por supostos rebeldes que estavam em motocicletas.

É provável que os responsáveis pelo ataque sejam membros do ELN, "já que uma das pessoas que foi assassinada era um ex-integrante deste grupo guerrilheiro", disse a jornalistas o alto oficial.

Ele acrescentou que as autoridades estão investigando "as causas deste massacre" nessa região na qual atuam facções dessa guerrilha, a segunda do país, depois das Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc).

Um homem, dois de seus filhos, seu genro e uma adolescente de 15 anos morreram, enquanto outras duas mulheres, da mesma família, foram transferidas com ferimentos de arma de fogo a um hospital de Arauca.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.