Gustav por Cuba - Mundo - iG" /

Cinco pescadores desaparecem durante a passagem de Gustav por Cuba

Havana, 1 set (EFE) - Cinco pescadores que trabalhavam ao leste da Isla de la Juventud, um dos territórios cubanos atingidos no sábado pelo furacão Gustav, estão desaparecidos desde quinta-feira e são procurados por várias embarcações.

EFE |

Uma fonte da empresa industrial Pescahabana, de Batabanó, na província de Havana, afirmou hoje à Agência Efe que os pescadores estão desaparecidos desde o dia 28, quando a companhia estatal fez contato com eles para dar a ordem de retornar ao porto pela iminente chegada do "Gustav".

"Não se soube nada deles, só apareceram bóias e salva-vidas e a busca continua", disse a fonte.

A Comissão Cubana de Direitos Humanos e Reconciliação Nacional (CCDHRN) assinalou em comunicado que os pescadores são José Miguel Cruz, Ismael Domínguez, Jorge Amaya, Osniel Canove e Yasel Valdés, tripulantes do barco "Langostero 100".

Segundo essa organização não reconhecida pelo Governo, as buscas tiveram início na sexta-feira ao leste da Isla de la Juventud, onde eles trabalhavam no momento do último contato.

"A busca foi retomada ontem, domingo, com a participação de várias embarcações e de pelo menos um helicóptero da Força Aérea", acrescenta a CCDHRN.

O líder dessa organização, Elizardo Sánchez, manifestou à Efe sua preocupação com os fatos, já que "não houve um reporte das autoridades sobre o desaparecimento".

Sánchez descartou que os pescadores tenham decidido dirigir-se a algum país da América Central ou ao México.

O furacão "Gustav" passou no sábado por Cuba com rajadas de vento de até 250 km/h.

A sua passagem no oeste da ilha atingiu "dezenas de milhares" de casas e causou numerosos danos que ainda não foram especificados.

As autoridades cubanas informaram que o furacão não deixou nenhum morto na ilha, mas 19 feridos ou lesionados, todos eles já fora de perigo, e comemoraram o sucesso das medidas de prevenção, que incluíram a evacuação de quase 500 mil pessoas de áreas de risco.

Nos relatórios oficiais não se reportaram desaparições até o momento. EFE rmo/ab/db

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG