Istambul, 2 ago (EFE).- O corpo paramilitar dos guardas rurais perdeu hoje cinco de seus membros em combates contra o grupo armado Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK) no sudeste da Turquia, informou a rede CNN-Türk.

Os cinco guardas morreram durante uma operação contra o PKK na província sudeste de Sirnak, na fronteira com o Iraque, afirmou a agência pró-curda "Firat".

O corpo da Guarda Rural foi formado no final dos anos 80 pelo então primeiro-ministro Turgut Özal - de ascendência curda - para proteger os povos do sudeste dos ataques do PKK, e era formado por voluntários curdos leais a Ancara.

Quando o conflito aumentou, nos anos 90, os guardas rurais se transformaram no melhor aliado do Exército turco, devido ao conhecimento da zona montanhosa que faz fronteira com o Iraque. EFE Amu/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.