Cinco países ainda aplicam a pena de morte para menores de idade

Cinco países, liderados pelo Irã, são responsáveis pelas 32 execuções de menores de idade condenados pela justiça e registradas desde janeiro de 2005, segundo relatório divulgado nesta quarta-feira pela organização americana Human Rights Watch (HRW).

AFP |

Irã, Paquistão, Arábia Saudita, Sudão e Iêmen são os únicos países que ainda aplicam a pena capital para menores de 18 anos quando eles cometem crimes. Os Estados Unidos proibiram esta pena em 2005.

A Human Rights Watch pediu às Nações Unidas, que vão realizar sua Assembléia Geral na próxima semana, que pressione estes países a protegerem mais estes meninos.

"Estamos a somente cinco países de uma proibição completa da pena de morte para jovens", indicou Clarisa Bencomo, da HRW. "Estes poucos deveriam abandonar esta prática bárbara para que nunca ninguém mais seja executado por um crime cometido quando criança".

Segundo a organização, o Irã executou 26 dos 32 adolescentes sentenciados à morte desde janeiro de 2005, duas execuções na Arábia Saudita, a mesma quantidade do Sudão, uma no Iêmen e uma no Paquistão, revelou a organização.

Nestes países, mais de 100 jovens condenados esperam no corredor da morte o resultado de sua apelação ou, em caso de assassinato, o resultado de uma negociação que conceda a clemência contra uma compensação financeira.

lum/lm/fp

    Leia tudo sobre: iG

    Notícias Relacionadas


      Mais destaques

      Destaques da home iG