Cinco pessoas morreram e sete ficaram feridas nesta segunda-feira em um atentado suicida numa escola corânica numa região afastada no sudoeste do Paquistão.

O camicase, que se explodiu numa madrassa de Kili Karbala, um povoado da província do Baluquistão, onde seria realizada uma concentração de seguidores de um partido islamita, o Jamiat-e-Ulema-e-Islam (JUI).

O líder local desse partido, Maulana Shirana, é conhecido por suas posições hostis aos talibãs, suspeitos de realizar ataques nessa região próxima com a fronteira com o Afeganistão.

str-mmg/cn

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.